Voltar

O DICAS DE BRASÍLIA MUDOU


Quem é quem na Política Pública do Brasil

Você está navegando no novo DICAS DE POLÍTICAS PÚBLICAS, o  mais completo banco de dados com os contatos dos gestores governamentais e dos interlocutores da sociedade civil organizada que se destacam na discussão, decisão e implementação de políticas públicas do país. É livre o acesso a este banco de referência obrigatória, que também tem aplicativos para iPhone e iPad.
 
Criado pela PATRI, o DICAS DE POLÍTICAS PÚBLICAS mantém uma equipe dedicada exclusivamente à tarefa de atualizar diariamente os dados de cerca de 10 mil registros. As informações são apuradas a partir de documentos oficiais, com visão apartidária, e jamais integram o DICAS sem posterior rechecagem.

É uma contribuição da PATRI ao processo de franquia de informação pública que vem crescendo no Brasil. É, ao mesmo tempo, uma ferramenta on line, democrática e transparente para a defesa direta de legítimos interesses ou lobby junto a diferentes níveis de governo pelo cidadão, eleitor, contribuinte, movimentos de mobilização social, assessorias de relações públicas, comunicação institucional e até entidades organizadoras de eventos.

Lançado há 15 anos em versão impressa – e, depois, on line –, o Dicas de Brasília virou consulta obrigatória para saber quem era quem na Política, Administração e Gestão Pública na Capital Federal, trazendo ainda indicações sobre turismo e lazer na cidade de Brasília. Em 2003, passamos a indicar também quem era quem na Política, Administração e Gestão Pública dos Estados e respectivas capitais.
 
O Dicas de Brasília transformou-se em DICAS DE POLÍTICAS PÚBLICAS porque o Brasil mudou, e muito:

  • Há uma ampla ascensão e transformação nas classes sociais e uma profunda alteração na distribuição socioeconômica. Na mobilidade entre regiões, há um fluxo crescente de pessoas e  investimentos  em direção ao Centro-Oeste, Nordeste e Norte, bem como em direção às médias e pequenas cidades ou municípios;
  •  

  • Paralelamente, a sociedade civil organizada, através de formadores de opinião, atores, grupos de interesse e grupos de pressão, redefiniu seus hábitos, costumes e ansiedades. Esses grupos passaram de meros espectadores a coadjuvantes ou atores influentes e decisivos nos diversos processos de políticas públicas junto aos Poderes constitucionais, nos três níveis administrativos – União, Estados e Municípios.
É em reconhecimento a estes movimentos que estamos lançando o novo DICAS DE POLÍTICAS PÚBLICAS. Na parte da sociedade civil organizada, encontramos informações sobre:

  • Cidadão/Defesa e proteção
  • Confederações Empresariais
  • Centrais Sindicais
  • Associações Nacionais e Fóruns Empresariais
  • Associação Nacional de Gestores Públicos e Profissionais Liberais
  • Watchdogs
  • Movimentos Sociais
  • ONGs
  • Think Tanks
  • Academia
  • Mídia Nacional
  • Igrejas
  • Opinião Pública/Institutos de Pesquisa


Na parte política, da administração e gestão pública, encontramos informações sobre:

  • As principais autoridades do governo, incluindo dados do Poder Executivo Federal, como Presidência da República, Ministérios e Agências Reguladoras, além dos principais dirigentes da Câmara e Senado, dos Tribunais Superiores e do Ministério Público da União, corpo diplomático e agências internacionais presentes no Brasil;
  • Autoridades do Poder Executivo e Legislativo dos 27 Estados;
  • As respectivas capitais e os 288 municípios do País com mais de 100 mil habitantes, que representam 55% dos habitantes e 53 % do eleitorado brasileiro, onde se concentra grande parte do poder aquisitivo no país.